Blog

Você está em: HomeBlogSocorro, não estou sentindo nada!

Socorro, não estou sentindo nada!

​Todos os dias, somos convidados pelo mundo a sentir diferentes emoções. Mas a dificuldade em gerir nossos pensamentos e sensações pode nos paralisar. No meio da rotina, surge a pergunta: Será que alguém é capaz de não sentir nada? Acesse nosso artigo.

O poema de Alice Ruiz, também conhecido na voz do cantor Arnaldo Antunes, fala de uma pessoa que não consegue sentir mais nada. “Nem medo, nem calor, nem fogo, não vai dar mais para chorar, nem pra rir”, diz a letra. Mas será que alguém é capaz de não sentir nada?

Imagine a seguinte rotina: você acorda com o despertador, levanta, faz um café, se arruma para o trabalho, enfrenta o trânsito, trabalha durante oito horas, pega o carro, chega em casa, liga a TV, adormece. Parece um dia a dia comum, certo? Mas, entre essas atividades, há muito mais acontecendo.

Enquanto você passava o café, uma música da sua adolescência tocou no rádio. No trânsito, uma jovem ajudou um idoso simpático a atravessar a rua. No trabalho, um amigo cumpriu metas e um outro foi demitido. Na volta para casa, a lua estava linda. Mas nem sempre estamos dispostos às emoções. E, por isso, muitas vezes não sentimos nada.

Neste link, você descobre quais emoções estão afrente de cada tipo de padrão de personalidade do Eneagrama

Todos os dias, somos convidados pelo mundo a sentir diferentes emoções. Mas a dificuldade em gerir nossos pensamentos e sensações pode nos paralisar. Nos reservamos e deixamos os vínculos mais profundos para pessoas com quem já temos relações. Nos bloqueamos para o novo e afastamos quem tenta nos ajudar. Isolados em nossas bolhas anestésicas, nos sentimos mais seguros. Até que a vida nos dá uma encurralada e aí não dá para não sentir: a morte de um amigo, uma mudança de emprego, uma planta que seca, uma forte gripe. Das enormes às pequenas perdas, não é apenas o coração no sentido romântico que reage. A química do nosso corpo nos faz reagir de formas diversas, muitas vezes com impacto em nossa saúde, em nossa forma física.

Você pode estar se perguntando como sair dessa apatia. Mas a resposta não é única, pois não existe fórmula mágica que nos resgate ao que somos e ao que podemos sentir. Encontrar processos terapêuticos - em grupo ou individuais - pode ser uma boa opção. Para outros, tentar se conectar aos poucos com novas pessoas é um exercício de cura - já pensou em voltar a paquerar? Outros encontram conforto nas religiões, na música, na dança. O mais importante é ter a consciência de que quando nos fechamos às sensações estamos deixando de sofrer, mas também de ser feliz.

Se você está passando por essa fase de “dormência”, o primeiro passo é admitir para você mesmo que algo não está bem. A partir daí, você pode planejar a melhor forma de buscar ajuda. Um passo de cada vez e não se cobre tanto. Afinal, a pressa é inimiga das sensações.

O Eneagrama daPersonalidade proporciona ferramentas de inteligência emocional e administraçãodas emoções. Saiba quando haverá uma nova turma em sua cidade!

COMPARTILHE:
ÚLTIMOS COMENTÁRIOS

CADASTRE-SE E RECEBA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS SOBRE ENEAGRAMA NO SEU E-MAIL.

Todos os direitos reservados. IEneagrama. 2018

Desenvolvido por: DBlinks - Agência Digital